5 de fev de 2008

Distribuição de renda justa e equilibrada


Um trabalhador sem qualificação, para realizar serviço braçal, ganha 1,2 mil euros por mês, na Holanda. É o equivalente ao salário mínimo brasileiro. Um engenheiro naval do porto de Rotterdam ganha 4,2 mil euros. A jornada de trabalho é de 30 horas semanais.

A diferença entre o menor e o maior salário em uma organização não supera dez vezes. Na prática, isto significa uma justa distribuição de renda.

Há, sim, milionários. Os grandes empreendedores podem ganhar vários milhões de euros por mês, mas não são maioria, tampouco concentram a maior parte do bolo. A renda per capta, na Holanda, é 32,2 mil euros.

O preços não são baratos, mas pode-se levar uma vida confortável. Um refrigerante custa 2,50 euros. Um jantar em um bom restaurante, com direito a vinho nacional, sai por 35 euros (eu comi um miojo com atum à holandesa, em Haia, que custou 18 euros! No Brasil, com R$ 2,00, come-se o mesmo).

A menor diária do NH, hotel de quatro estrelas (minha base em Haia), vale 170 euros. Já no luxuoso Sofitel, de cinco estrelas (minha base em Amsterdam), o quarto single custa 320 euros.

(Na foto, o Sofitel)