5 de fev de 2008

Um povo que pensa no futuro


O intrépido Maurício de Nassau, homem culto, coisa rara entre os navegadores da época, criou o primeiro plano de previdência do Brasil. Os holandeses são assim, preocupados com o próprio futuro.

Os fundos de pensão, na Holanda, somam 3 trilhões de euros. O povo local busca todo tipo de investimento que possa lhe garantir uma velhice tranqüila. Bancos disputam clientes pelas carteiras que oferecem.

O Brasil percebeu o potencial da classe média holandesa e facilitou a atração de dinheiro holandês. Há dois anos, reduziu o valor de investimento mínimo para pessoa física, de US$ 200 mil para US$ 50 mil.

Desde então, os holandeses estão comprando casas e apartamentos por todo o litoral nordestino. Outros, com perfil empreendedor, abrem pequenos negócios, como quiosques à beira-mar e restaurantes. São fortes na gastronomia com frutos do mar.

(Na foto, a catedral de Amsterdam)